Archive for janeiro \30\+00:00 2010

h1

Integrantes do NXZero fazem luau para os fãs

30 de janeiro de 2010

Di Ferrero, Gee Rocha, Dani Weksler, Caco Grandino e Fi Ricardo promoveram nesta sexta-feira, 29, um luau para reunir seus fãs, vencedores da promoção “Luau Secreto com NXZero”. O evento aconteceu em São Paulo.

Fonte: EGO

h1

Twitter Festival leva Fresno, Gloria, Cine e Hevo 84 ao Rio de Janeiro

28 de janeiro de 2010

>Como o Victor tá lindinho aqui néah?!

A 2ª edição do Twitter Festival leva ao Rio de Janeiro, neste sábado, sete nomes da atual safra do rock nacional. Fresno, Hevo 84, Cine, Stevens, Hori, Gloria e Control Z sobem ao palco do Citibank Hall.

OS gaúchos do Fresno já deixaram de ser revelação. No ano passado, foram os grandes vencedores do VMB ganhando como Melhor Banda Pop e Artista do Ano. Já o Cine foi eleito revelação no VMB e no Prêmio Multishow. O Hevo 84 é a nova sensação e deve lançar seu segundo disco da carreira ainda este mês.

Serviço: Twitter Festival

Shows: Fresno, Hevo 84, Cine, Stevens, Gloria, Hori e Control Z
Local: Citibank Hall/RJ
Data: 30 de janeiro (sábado)
Endereço: Avenida Ayrton Senna, 3000 – Shopping Via Parque – Barra da Tijuca
Horário: 19h
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 12 anos; 12 e 13 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais); 14 anos em diante: permitida a entrada (desacompanhados).

Ingressos:

Camarotes – R$ 180
Poltrona Superior – R$ 70
Pista VIP – R$ 180
Pista – R$ 50 (1º lote); R$ 70 (2º lote); R$ 90 (3º lote)

Fonte: SRZD

h1

Quem é o mais gato de cada banda??

28 de janeiro de 2010

A Loveteen tá fazendo uma enquete pedindo quem é o mais gato de cada banda.
é só entrar no site e votar =]
CLIQUE AQUI

Meus votos: Tokio Hotel (não gosto muito mas…): Tom
Mcfly: Tom
Fresno: Lucas
Nx zero: Di
Cine: Bruno – Amooooo

> Faltaram algumas banda tipo Restart (escolheria o Pe Lanza *_*), Hevo 84 (Renne), Fake Number (Gah), e por aí vai… Mas vai fazer o que né?!

h1

Curiosidades > Restart ♥

27 de janeiro de 2010

Galera colorida (ou não né?!) vim aqui fazer esse post só pro Restart porque muita (muita mesmooo) gente pede pra mim falar de Restart aqui, então aproveitem bem =]

28 de agosto de 1991 em São Paulo/SP – nasceu Thomas Alexander Machado D’Avilla, hoje com apenas 18 anos, Thominhas, como é mais conhecido, participa da banda RESTART como bateirista! Restart está fazendo o maior sucesso na internet e acaba de lançar seu primeiro CD. Os cd que ele mais curte é: Bob marley and the wailers. Seus esportes favoritos são: ciclismo, futebol e volei, sua cor é: amarelo. Seus cantores favoritos são: Tom Fletcher, Renato Russo e Gee Rocha. Segundo informaçoes de uma comunidade dedicada a ele, isso é um pouco sobre o Thominhas.

14 de abril de 1992, em São Paulo/SP – nasceu Pedro Gabriel Lanza Reis, hoje com apenas 17 anos, Pe Lanza, como é conhecido, participa da banda RESTART. Os cd’s que ele mais curte é: “Use your Illusion I” e “Use your Illusion II” do Guns N’ Roses. Seu esporte favorito: é futebol e suas cores são: roxo e laranja. Seus cantoresfavoritos são: Axl Rose, Patrick Stump, Bryce Avary entre outros.

Nome : Lucas Henrique Kobayashi de Oliveira
Instrumentos : Guitarra
Data de Nasc. : 4 de Abril de 1992
Signo :Áries

Nome : Pedro Lucas Munhoz
Instrumentos : Microfone e Guitarra
Data de Nasc. :14 de Janeiro de 1990
Signo :Capricórnio*

__________________________________________________________
ENTREVISTA

Como se conheceram e como formaram a Restart?

Nos conhecemos no colégio, a mais ou menos 5 anos atrás, com uns 12 anos cada um. Conversa vai, conversa vem descobrimos gostos musicais parecidos e resolvemos nos juntar, Pedro Lucas, Thomas, Lucas (Koba),Pedrinho e mais um amigo, para tocar aquilo que gostávamos de ouvir. Nasceu aquilo que mais tarde se tornaria o Restart. Depois de um ano tocando com essa formação resolvemos dar um tempo pra só mais tarde voltarmos a tocar juntos. A idéia de se unir de novo, veio do Thomas, com um concurso de bandas que teve em seu colégio.
O que era pra ser só mais uma brincadeira reacendeu em nós o sonho de ter uma banda. Surgiu então a C4, projetoque rendeu pra gente além de amadurecimento musical, uma galera fiel e uma série de shows legais por várias casas do cenário underground paulista. Após uma longa caminhada com a banda, surgiram novas influências, conceitos, e achamos que a mudança no nome, no visual e na música levaria-nos a um novo patamar.
Após um longo e intenso período de conversas, composições

O mais recente EP da banda, conta com s músicas ‘Recomeçar’, ‘Vou Cantar’, ‘Amanhecer no Teu Olhar’ e ‘Breve História’. De que forma ocorreu o processo de composição e produção deste trabalho?

Com as mudanças ocorrendo, nos demos um prazo de transição. Tínhamos duas músicas já engatilhadas (‘Breve História’ e ‘Amanhecer no Teu Olhar’) e em cerca de dois encontros conseguimos compor as outras duas (‘Vou cantar’ e ‘Recomeçar’). No entanto, o flerte com os eletrônicos veio só mais tarde, no processo de pré-produção da EP. Passada a fase de composição, decidimos gravar no Supernova, estúdio do Thi e do Navega, integrantes do Quarter, e que além de darem uma puta força na produção tornaram-se irmãozassos da banda.
Tínhamos um mês pra compor, gravar e lançar o trabalho. Foi um mês cansativo de muita intensidade, mas conseguimos deixar as músicas do jeitinho que esperávamos no prazo estipulado.

De que forma vocês avaliam a cena underground atual?

Achamos que a palavra certa seria justa. Hoje em dia cada vez mais bandas novas têm oportunidades pra tocar não só em seu estado, como por todo Brasil. Ta rolando tanto uma democratização de espaço para se tocar quanto uma aceitação cada vez maior do público para estilos diversos de música. Com isso vemos mais bandas novas, que hojeem dia tem menos medo de mostrar seu som seja pra quem for. Com o fácil acesso a gravação, também percebemoso aumento na qualidade sonora das novas bandas, o que fortalece ainda mais esse cenário.
Ainda somos novos na cena, temos muito que aprender, mas acreditamos que ela é uma importante alavanca pra qualquer um que queira adentrar no mainstream, e pode sim, com a quantidade de novidades cada vez mais legais aparecendo, se auto-sustentar daqui um tempo.

_______________________________________________________

_______________________________________________________
PUREVOLUME C4

* C4 é o antigo nome da banda. Clicando no link acima você pode visitar o Pure Volume deles – ainda daquela época =]

____________________________________________________________


Qual foi o maior mico que vocês pagaram em um show?

Pe Lu: Nossa, já foram tantos! (risos)
Pê Lanza: É, duas vezes eu caí no meio do show, na mesma música, no mesmo momento e nos shows da mesma rádio! (risos)
Pe Lu: É, mas acho que o Koba ganha porque no show do lançamento do CD eu tava cantando e ele se enrolou inteiro no microfone!
Koba: É verdade, mas eu consegui me desenrolar depois! (risos)

Qual foi a maior loucura que uma fã fez por vocês?
Pe Lanza: A moda agora é se jogar na frente dos nossos carros! (risos)
Pe Lu: Não que a gente apóie isso nem nada, mas andam fazendo muito isso!
Pe Lanza: Mas o mais inesperado são as tentativas de abaixar as calças! (risos) Ou um soco nas partes baixas!
Pe Lu: É verdade, uma fã deu um soco na gente e falou “isso é pra vocês nunca esquecerem de mim!” E bom, não esquecemos mesmo! Ela aparece em todas as entrevistas pois a gente sempre fala disso! (risos)

E vocês esperavam ficar famosos tão rápido?
Pe Lanza: Mas a gente não é famoso ainda! Até brincamos falando “quando a gente for a banda mais famosa do Brasil…” (risos)
Pe Lu: Ah, sempre que você começa uma banda você corre atrás de tudo possível pra crescer. É muito legal olhar pra trás e ver aonde a gente chegou, é muito bom ouvir nossa música na rádio, ir em uma rádio e participar de um programa grande. Isso é inexplicável!
Pe Lu: Estamos muito felizes por ter chegado aonde estamos e é claro que queremos chegar mais longe ainda!

O que vocês acham das fãs que que fazem blogs e fotologs pra vocês?
Pe Lanza: Lindo, lindo, lindo! Eu vejo aquelas declarações, as fotos e é muito bom!
Thomas: É realmente é muito legal ver o carinho das pessoas por nós!
Mas vocês conseguem ler tudo e responder?
Pe Lanza: Sim, a gente lê tudo que as pessoas mandam e sempre que dá, respondemos! Só o Twitter que não conseguimos responder porque é muuuita gente! Mas sempre lemos o que as pessoas nos mandam e quando estamos inspirados tentamos responder um pouquinho!
Thomas: E é muito legal ver o carinho de todo mundo, é realmente muito bom ver tudo isso acontecendo!
_______________________________________________________

_______________________________________________________

Fontes: Color Restart – Fco Restart – Minha sabedoria sobre eles ♥

Bom, por hoje era isso > Colored Kisses ♥ Podem escolher a cor que quiserem :*

h1

Restart fala dos Jonas Brothers

27 de janeiro de 2010

“Usamos muito os Jonas Brothers como referencia. A maneira como eles fazem as coisas e conduzem a carreira. O show deles é fora do normal. (Koba)
É nossa meta chegar a produzir um show com a estrutura dos Jonas Brothers, que ninguém tem no Brasil. Queremos que as fãs vejam e vão dormir felizes, satisfeitas. (Pe Lu)”

Fonte: Jonas e Miley Music

h1

NX Zero tem cinco shows agendados para fevereiro

27 de janeiro de 2010

Por enquanto, agenda da banda tem cinco shows marcados para fevereiro

A banda de rock NX Zero conta com cinco apresentações marcadas para fevereiro.
O primeiro show acontecerá no dia 4, em Aracaju, no Sergipe. O último, no dia 19, em Vinhedo, interior de São Paulo (veja todas as datas abaixo).

Os concertos irão divulgar o último disco da banda, Sete Chaves. O álbum chegou às lojas em 20 de outubro do ano passado. Por enquanto, os ingressos para as apresentações não estão à venda.

Shows do NX Zero em fevereiro
4/2 – Aracaju/SE
6/2 – Planeta Atlântida/RS
13/2 – Recife/PE
14/2- Recife/PE
19/2- Vinhedo/SP

Fonte: R7

h1

+ about…. Área Restrita

26 de janeiro de 2010

Cinco amigos e um sonho em comum: espalhar alegria fazendo aquilo que mais gostavam: música. Gaúchos de Porto Alegre, a banda surgiu em 2003, com guitarras pesadas e um instrumental diferenciado. A sinceridade na temática das letras também é destaque. A banda já participou de oito festivais de música, obtendo seis vitórias, incluindo o Rosário In Concert em 2003 e o Claro Rock Festival em 2004, onde abriram o show do CPM 22 e tiveram como premiação seu hit “Garota dos meus sonhos” disponibilizados no site da Claro como toque para celulares. Os garotos já tocaram nas maiores casas de show da capital gaúcha, fazendo parceria com bandas como Cachorro Grande, Fresno, Ultramen, Dibob, Abril, Darvin e tiveram participações em programas de tv aberta, como Claro TV (MTV), Radar (TVE) e Papo Clip (TV COM). Um destaque também para a equipe da banda, que conta com: GONZAGA, divulgador respeitado em todo o país que está nesse ramo a mais de 30 anos e é responsável por lançar nomes como: Pitty, Fresno, Nx Zero, Strike, Cachorro Grande, entre outros; LURINGA, considerado o melhor fotógrafo de bandas do Brasil na atualidade, que é responsável por fotografar bandas como Fresno, Nx Zero, Strike, Glória, entre outras; RODRIGO TAVARES, grande produtor musical respeitado em todo país, baixista da banda Fresno e vocalista/guitarrista da banda Abril, ele é o responsável pela produção do primeiro CD oficial da Área Restrita. A Área Restrita toca um rock com influências californianas, tendo um diferencial atribuído às variadas influências pessoais dos integrantes, mas o gosto comum pelo rock é o que faz o som da banda tomar forma.

Fonte: Rockdicas

h1

CINE em Guaraperi =]

26 de janeiro de 2010
h1

Entrevista com Replace

26 de janeiro de 2010


1 – Como surgiu a banda ? Quais os 5 garotos que formam a Replace?

P.A. : A banda começou em Setembro de 2006 com o Caio e mais 2 guitarristas que não fazem mais parte da banda. Eles já haviam tocado em outras bandas antes do Replace, que não deram certo. Com este sentimento de redenção, veio a série de videos no Youtube “Onde foi que eu errei”, que é um registro da banda, desde os primeiros ensaios.

O Replace hoje é: Beto: Vocais, P.A: Guitarra e Backing vocals, Vine: Guitarra, Koala: Baixo e Caio C.: Batera.

2 – Até agora foram lançados algumas musicas na internet. Há previsão para o lançamento do CD ? Como esta o processo ?

Koala: a gente tá finalizando agora o CD que começamos a gravar em Maio, foram gravadas 12 músicas, agora só falta terminar a mixagem, estamos finalizando a arte do cd e logo ele vai pro forno, esperamos lançá-lo na segunda semana de dezembro.

Todas as músicas estão sendo bem cuidadas, bem trabalhadas e cada uma tem uma levada especial, a assinatura de alguém da banda carregada no som.

3 – Quais as principais bandas que influenciam vocês no som que faz?

Koala: No começo da banda as maiores influências eram bandas como Fall Out Boy, Blink 182, Red Hot, Motion City Soundtrack, Garage Fuzz, Dead Fish, Street Bulldogs e por aí vai, hoje em dia cada um escuta uma coisa diferente, eu gosto mais de hip hop underground nacional, harcore, pop/punk e reggae, mas cada um tem como influência um estilo de banda diferente.

4 – Como são feitas as composições de onde vem a inspiração das letras?

BETO – A maioria das letras sou eu quem escreve, tento falar sobre assuntos que outras pessoas possam se identificar,de uma forma bem simples, mas que ao mesmo tempo, se tornam pessoais. Normalmente, tenho inspirações em lugares bem estranhos (risos).
5 – Em qual categoria do subgênero no rock vocês se definem?

P.A. : Essa é dificíl…Digamos que o nosso som passeia entre o Pop e o Alternativo. Que é o reflexo da mistura de influências de cada um.
6 – A internet esta sendo um ponto certeiro para abrir caminhos, qual a relação de vocês com ela?
Caio C. – Nós temos uma relação de puro amor com a internet. Haha.
Graças a ela conseguimos todas as conquistas da banda até agora, foi atráves dela que fomos selecionados para tocar na banda antes da MTV, que conhecemos as meninas que hoje fazem parte do nosso Fã Clube e do Street Team da banda e por ai vai…
Sempre tivemos uma postura muito correta quanto a como divulgar nosso som pela net, somos totalmente contra spam e procuramos acima de tudo criar vínculos de amizade com as pessoas, felizmente muitas dessas pessoas passam a acompanhar a banda depois de um tempo.
7 – Como a Replace “luta” pra se manter no cenário independente ?
Caio C. – Qualquer um que está nesse meio sabe da dificuldade para se manter. Acredito que isso não aconteça apenas no cenário independente, mas também em diversas áreas, você precisa lutar para se manter, seja em uma empresa multinacional ou com uma banda.
Para isso procuramos sempre inovar, criar vínculos reais com as pessoas que nos dão apoio e o mais importante, trabalhar, trabalhar muitooo… é a melhor maneira para crescer sem depender de ninguém. Posso afirmar que tudo que temos é fruto do que plantamos todos os dias. (não, eu não sou jardineiro.)

8 – Quando vocês estão no palco qual a mensagem que passam para as pessoas que estão escutando suas musicas?

Beto – A mensagem é, “esqueça seus problemas por alguns minutos, e se divirta”, tudo isso com muita empolgação e interação com o público, coisa que ja virou
uma característica da banda.
9 – Se uma gravadora chamasse vocês para fazer um Split tocando músicas de outra banda com qual banda gostariam de fazer?

Vine: essa é meio difícil de responder, porque cada um aqui curte uma coisa diferente, ai fica dificil de definir apenas uma banda. Uma banda que eu gostaria de fazer um split é o Senses Fail.

10 – Quais as novidades da banda o que tem planejado para um futuro não distante?

Vine: Como alguns já sabem, agente acabou de gravar nosso primeiro cd, e estamos fazendo a pré-venda dele no site http://www.replacemusic.com, logo menos o cd sai, junto com outras novidades, então não deixem de entrar sempre no nosso fotolog, comunidade do Orkut e no site para saber das noticias!

Manda um recado pra galera ai :
Queriamos muito agradecer a cada pessoa que ajuda a banda, seja ouvindo o som, indo em todos os shows possíveis, falando da banda pros vizinhos, pro cachorro dos vizinhos e pros vizinhos dos vizinhos… A força dessas pessoas é o que nós motiva a trabalhar tanto! E valeu pelo espaço Cesinhaaa!

Fonte: Cesinha – Entrevista

h1

Documentário acompanha o NX Zero na estrada

25 de janeiro de 2010

Se você conversar com qualquer integrante da banda paulistana NX Zero vai ouvir, com algumas variações, que eles mal tiveram tempo de prestar atenção no crescimento do grupo, dada a rapidez com que as coisas ocorreram. É bem verdade. Há cinco anos, ninguém sabia direito de onde vinham aqueles garotos. Numa ascensão meteórica, o quinteto entrou para o primeiro time do pop rock. Multishow registro – NX Zero: Sete chaves, que será exibido na noite desta segunda, no canal pago, e também está sendo lançado em DVD, vem dimensionar essa trajetória.

Durante uma hora e meia, o documentário acompanha os últimos três anos do grupo. É coisa para fã, já que não iniciados no pop rock radiofônico de Di Ferrero (vocal), Gee Rocha (guitarra), Conrado Grandino (baixo), Fi Ricardo (guitarra) e Dani Weksler(bateria) dificilmente terão paciência para acompanhar as agruras da banda em hotéis Brasil afora, horas infindáveis em ônibus, brincadeiras de garotos (como ficar dando cambalhota em corredor de hotel) e algumas reflexões sobre como lidam com a vida em grupo, o que fazem com o dinheiro que ganham e a relação com a família e a fama.

Mesmo que o material apresentado seja um tanto quanto prosaico (discussões musicais são quase inexistentes), o documentário é correto. Dirigido por Daniel Ferro, tem um clima de reality show. As imagens foram registradas por César Ovalle, fotógrafo e amigo da banda, que vem acompanhando o grupo há bastante tempo. Quando os registros começaram, não se sabia qual seria o destino das imagens. A partir do momento em que o projeto foi fechado, Ferro entrou em ação, entrevistando cada um dos cinco separadamente para conseguir uma unidade ao documentário.

CANSAÇO

O projeto leva o nome de Sete chaves porque culminou na gravação do mais recente álbum do NX, lançado há quatro meses. Porém, começa muito antes, mostrando a chegada do grupo em Porto Velho, capital de Rondônia. Da aterrissagem no aeroporto lotado de fãs, os músicos agem com naturalidade ao assédio. Vão descortinando um mundo que quem acompanha o universo pop rock como espectador pode não saber, como o cansaço de quem está dia após dia na estrada e as crises de mau humor entre um grupo de pessoas que vive praticamente junto durante as viagens, além de todo o equipamento necessário para cada apresentação.

Além da vida na estrada – as cidades vão passando incessantemente, dando uma noção do quanto o grupo viajou – há também o registro da gravação do clipe de Cartas para você (ao álbum Agora, de 2008), que fez com que os músicos permanecessem 17 horas em cena, assim como a preparação para Sete chaves, incluindo o momento de composição de algumas das faixas.

Dani Weksler comenta que o grupo não se incomodou com a onipresença da câmera (foram gravadas 90 horas). “Como o fotógrafo é nosso amigo, no começo parecia que ele estava gravando somente para a gente. Querendo ou não, acabamos nos acostumando com a câmera.” O lançamento, neste momento, está longe de ser circunstancial. Com o disco sendo trabalhado e agora o DVD, a banda prepara-se para, em março, estrear a turnê de Sete chaves. “Está sendo criado cenário com projeção para podermos levar para todos os lugares”, diz o baterista. O Multishow registro é o segundo DVD da banda, que até então havia lançado um projeto gravado em estúdio. Weksler, no entanto, pensa longe: “Estamos esperando a hora certa para fazer um megashow ao vivo. Temos que fazer bem feito para não queimar cartucho”, conclui.

MULTISHOW REGISTRO – NX ZERO: SETE CHAVES
Exibição: Hoje, às 20h45, no Multishow.

Fonte:Uai