Posts Tagged ‘Hevo 84’

h1

Hevo 84 é atração principal de show em Sorocaba

14 de fevereiro de 2010

Os meninos do Hevo 84 comandam um show em Sorocaba, no interior de São Paulo, neste domingo (14). O grupo,
que teve a faixa Passos Escuros incluída na trilha sonora da novela teen Malhação, da TV Globo, é um dos preferidos entre s jovens, ao lado de Fresno, NX Zero, Strike e cia.

A programação inclui ainda as bandas ascendentes Izi e Dallas Ink, além de outras que ainda buscam um lugar ao sol. São elas Blister, Vida Hard, Addition, Steve Carpindo, AltyF4, Five Rox, Eiven, Full Line, Oxidante, Click, Canal 12 e Saída 4.

Endereço: Plaza Hall – r. Cabreúva, 512, Jd. Iguatemi, Sorocaba (SP)
Horário: domingo (14), ao meio-dia
Preço: R$ 20 a R$ 35

Fonte: R7

Anúncios
h1

Twitter Festival leva Fresno, Gloria, Cine e Hevo 84 ao Rio de Janeiro

28 de janeiro de 2010

>Como o Victor tá lindinho aqui néah?!

A 2ª edição do Twitter Festival leva ao Rio de Janeiro, neste sábado, sete nomes da atual safra do rock nacional. Fresno, Hevo 84, Cine, Stevens, Hori, Gloria e Control Z sobem ao palco do Citibank Hall.

OS gaúchos do Fresno já deixaram de ser revelação. No ano passado, foram os grandes vencedores do VMB ganhando como Melhor Banda Pop e Artista do Ano. Já o Cine foi eleito revelação no VMB e no Prêmio Multishow. O Hevo 84 é a nova sensação e deve lançar seu segundo disco da carreira ainda este mês.

Serviço: Twitter Festival

Shows: Fresno, Hevo 84, Cine, Stevens, Gloria, Hori e Control Z
Local: Citibank Hall/RJ
Data: 30 de janeiro (sábado)
Endereço: Avenida Ayrton Senna, 3000 – Shopping Via Parque – Barra da Tijuca
Horário: 19h
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 12 anos; 12 e 13 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais); 14 anos em diante: permitida a entrada (desacompanhados).

Ingressos:

Camarotes – R$ 180
Poltrona Superior – R$ 70
Pista VIP – R$ 180
Pista – R$ 50 (1º lote); R$ 70 (2º lote); R$ 90 (3º lote)

Fonte: SRZD

h1

Entrevista: Hevo 84

31 de dezembro de 2009

Naturais do estado do Paraná, os integrantes da banda Hevo84 fazem parte da geração 2.0 e têm total noção disso. O quarteto sempre usou a internet como uma ferramenta valiosa de divulgação. E muito frutos foram colhidos desde então.

Prova disso foi assistir suas músicas como destaque em programações de canais de TV de grande audiência: na MTV, aconteceu a estréia da música A Vida é Minha. Na Rede Globo, o sucesso Passos Escuros foi destaque em Malhação e ganhou destaque na trilha sonora da série.

Conversamos com o vocalista da banda, Renne, que nos contou sobre a história do Hevo84. Confira:


Conte para a gente a história antes da banda. Como vocês se conheceram e tiveram a idéia de formar a banda?

Eu e o Fernando (guitarra) nos conhecemos no colégio, por volta da 5ª série. A gente trocava jogos de videogame o dia inteiro. Eu já tocava piano e fazia algumas coisas de som, mas o contato foi ali.

E depois nessa amizade, a gente queria fazer uma banda. E quando a gente tinha uns 15 anos, nós resolvemos nos juntar para fazer um som e aí rolou.

Então, quando fomos para Curitiba conhecemos o Suspiro, que é o baixista até hoje, e o Lelo que na época, que era de Garapoaba e ele viajava até Paranágua para a gente ensaiar.
O Victor (bateria) foi o ultimo a entrar na banda, isso faz uns 3 meses. Ele é de Curitiba, de uma banda que produzi e gravei o Cd. Achei ele bacana, com uma bagagem musical boa e o convidei para fazer um teste e daí rolou. Nós conseguimos fechar um time bem legal, sendo dois de Curitiba e dois de Paranaguá, litoral do Paraná.


A internet é declaradamente a principal ferramenta de divulgação de vocês. Isso foi natural ou foi incentivado por alguém fora da banda?

Na época que a gente começou a divulgar pela internet foi quando começou a se criar essa evidência do Orkut. Nessa época tinha o Fotolog, que era complicado divulgar, então começamos a divulgar pelo Orkut. Descobrimos algumas ferramentas e era mais fácil, pois criávamos as mensagens que queríamos enviar para a galera, fazendo propaganda e ficávamos o dia inteiro no “CTRL C + CTRL V”.

Fizemos comunidade. Quando deu cem pessoas na comunidade a gente comemorou, quando chegou a mil pessoas comemoramos também. Hoje temos mais de 60 mil. Está muito legal. E continua crescendo e nós sempre divulgando.

Depois pintou o Myspace, Facebook e agora o Twitter. Então, sempre tem meios que aparecem e vão se renovando. São ferramentas f****** para nós sempre estarmos divulgando.
E a gente, que sempre foi uma banda de internet… bem, sempre não né? Começamos pela internet e hoje em dia a divulgação rola por rádio e outros meios também, mas a gente continua batendo forte na internet que é onde o nosso público alvo usufrui muito, meio que todo dia. A galera que vai em nossos shows está sempre em contato direto com a internet.

Então, a gente sempre mantém o pessoal atualizado com a agenda e tudo mais. Então se rola um show na cidade da pessoa, ela já sabe e vai.

A banda foi ganhando notoriedade até conseguir aparições na MTV e na Tv Globo, na série Malhação. Isso foi algo que deixou vocês realizados ou a banda quer ainda mais?

É o lance de querer sempre mais e não parar. Quando a música entrou na novela, a gente teve a noção que era importantíssimo, mas não era o 100%. Era apenas mais um passo para continuar idealizando, para isso continuar crescendo. Era mais um tijolinho ali.

Quando a música entrou no CD da Malhação era mais um tijolinho, quando a música está bombando nas rádios, como agora, já é um grande degrau que nós subimos. Quando rolar em uma grande canal, como a Tv Globo, pintar em um “Faustão”, aí vai ser um outro lance.

Então, nós temos noção que é muito significativo, é muito importante cada etapa dessas, mas a gente mira algo bem alto. Tudo que está acontecendo, nós estamos obviamente trabalhando por isso. Mas, cada lance desses é um degrau de uma escada, em um topo que a gente quer chegar.

Depende de vários fatores: sorte, trabalho… estar no lugar certo, na hora certa. Depende muito da estrela de cada um. E tá rolando legal, um passo de cada vez e que venham os próximos.

Renne, conte pra gente de onde você busca inspiração para escrever suas letras. Existe algum lugar ou hora que sejam mais apropriados para compor?

Eu geralmente componho pensando em um resultado final. Eu não pego o violão e escrevo para ver no que dá. Eu já meio que foco em uma referência, tipo: “Hoje vou fazer uma balada”. Daí começo a fazer, busco umas influências legais, vou atrás de conteúdo, tento me atualizar bem para fazer um negócio bacana.

E eu gosto bastante do que eu faço e as letras da banda não giram em torno apenas de falar de amor, do menininho e da menininha. Tem outras coisas bem legais que a gente aborda. Longo Caminho (parte II) fala de dar um tapa na cara da galera que teve inveja da gente, que não acreditou no lance do Hevo84 acontecer e tal. São raps nos versos, que fala que somos do litoral e fomos para a capital e passamos dificuldade e tal.

A Passos No Escuro fala sobre o lance de sair de Paranaguá e ir para Curitiba arriscar, sobre largar tudo e mandar ver mesmo.
Então são vários temas bem legais, que nem sempre são sobre relacionamentos e é isso que eu acho mais bacana. No CD novo a gente tem outras músicas que também não falam necessariamente de amor. Os conteúdos são bem diversificados e eu acho que isso enriquece um pouco o trabalho, pois você sai um pouco daquele estereótipo da galera achar que você é emo por só falar de amor e decepções amorosas.

Eu falo algumas coisas sobre a gente e por outro lado tem outras coisas que é meio que tétrico, eu meio que me ponho em um personagem, “piro” em uma situação e vou escrevendo, escrevendo e escrevendo até fazer sentido, tudo certinho: contexto, buscar um refrão legal, deixar as melodias fortes, bem grudentas.
Eu faço por partes a música e viso esse resultado final pensando numa métrica, tipo: “Ah essa vai ser porrada. Essa vai ser balada”. Basicamente isso.


Mais

h1

Hevo 84 emplaca segundo sucesso na trilha sonora de ‘Malhação’

29 de dezembro de 2009

Hevo

Saída do interior do Paraná, há quatro anos, a banda Hevo 84, como tantas outras, conquistou público fiel na internet. Mas a sorte bateu à porta dos quatro meninos de Paranaguá, que agora ampliam seus domínios, lançando CD por uma grande gravadora. E mais: emplacam, pela segunda vez, uma música na trilha da novelinha “Malhação”, com a regravação de “Rádio Pirata”, do RPM.

— Começamos na internet e comemorávamos de mil em mil pessoas que entravam na nossa comunidade. Hoje, já temos 70 mil fãs cadastrados — comemora o vocalista Renne, de 24 anos: — Agora, tudo está dando certo pra gente.

Quando trocaram Paranaguá por Curitiba, Renne, Fernando, Rodrigo e Victor Hugo se revezaram entre afazeres domésticos e shows cada vez mais lotados. E justo dali nasceu o grande hit.

— Passamos muitas dificuldades em Curitiba. Foi uma época de crescimento e o resultado foi “Passos escuros”, nossa música de maior sucesso — lembra Renne.

Números do hevo
O fã clube oficial da banda paranaense (agora residente em São Paulo) ultrapassa a marca de 5 mil integrantes. No Myspace, a Hevo 84 bateu 1 milhão de views e mais de 11 mil amigos. No Twitter, os seguidores já são 52 mil.

O nome
Evo significa infinito. O “h“ entrou por numerologia. O oito também é pelo símbolo de infinito e o quatro representa o número de integrantes. O quarteto, aliás, está solteiro. “Mas a gente não sai muito”, desconversa Renne.

Fonte: EXTRA

h1

Show do Hevo 84 é considerado um dos melhores dos 3 últimos anos

21 de outubro de 2009

4003515712_3f7cd7c985_b

O melhor show underground que Brasília teve nos últimos 2 anos. Esse foi o sentimento de quem presenciou o show da banda paranaense Hevo 84 em Brasília no dia 10 desse mês.
O show teve a presença de mais seis bandas da cidade entre elas a Banda Imaginária que lançou seu mais novo EP “Quem vai te fazer feliz?”. Pra quem só esperava o show do Hevo 84 como o “único” show que a galera curtiria, estava muito enganado. A banda Outono’ 09 fez a galera se mexer desde a primeira música e não parou por ai. Quando a Banda Imaginária foi anunciada a galera foi à loucura surpreendendo algumas pessoas presentes que até o momento não conhecia a banda.

Os integrantes da Banda Imaginária cantaram algumas músicas próprias que tiraram a galera do chão, entre elas Príncipe Encantado, Quem vai te fazer feliz e Longe de você, porém o grande momento da banda no palco foi quando tocaram Pólo da Fresno. A galera pirou literalmente, fazendo desse show a grande abertura para os meninos do Paraná entrarem no palco.
O show que estava previsto para às 23h30min começou pontualmente no horário, mas antes a galera gritava Hevo, Hevo..e logo em seguida começaram a cantar trechos de Passos Escuros, a música de trabalho da banda. Quando a banda subiu ao palco a galera foi ao delírio. A banda começou tocando Oxigênio o que fez as pessoas que estavam presentes não pararem de pular e cantar até o final do show.

_ – – –

Após finalizar uma de suas músicas, o vocalista Renne Fernandes disse – “Cara, esse show aqui é um dos melhores que a gente já fez, ou melhor, está no Top 5 de todos os shows que a Hevo já fez” – fazendo assim o público presente vibrar de um jeito diferente.
O grande momento do show foi quando a banda tocou A vida é minha e Passos Escuros, as duas músicas de maior sucesso da banda durante toda a carreira. Essas músicas foram cantadas por todos ali presentes, fazendo até algumas pessoas se arrepiarem. A energia presente naquele momento era totalmente diferente das presentes durante os outros shows.
“Foi algo único, cara. O melhor show da minha vida sem sombras de dúvidas”, disse Pedro Henrique de 16 anos que assistiu ao show dos seus ídolos.
Os depoimentos dos fãs eram muitos, entre eles o de Amanda de 15 anos que estava encostada no palco – “Eu não acredito, o Renne pegou na minha mão”. A menina terminou a frase soltando um grito que para muitos talvez seja de esteria, mas que para alguns soou como um grito de conquista.

renne

Ao encerrar o show a banda atendeu alguns fãs no camarim, fazendo assim principalmente as meninas irem “ao céu”, risos. Pena que isso não durou muito tempo, já que a banda tinha um show no dia seguinte em Goiânia e precisava ir para o hotel descansar para partirem cedo para a capital goiana.
O show contou também com a presença de muitos pais de adolescentes que estavam ali aguardando seus filhos, mostrando assim que show de rock não é como muitas pessoas pensam. Grande prova disso foi que não houve nenhum problema durante os shows, trazendo mais tranqüilidade para os pais presentes.

Fonte: Cena Under